Devocionais

21 jul

O sonho do pastor

MATEUS 28.16-20

…E eis que eu estou convosco todos os dias até a consumação do século. (Mt 28.20b.)

Certo pastor, ao ser consagrado, fez um propósito para sua nova carreira: jamais repetiria um sermão. Afinal, pensava ele, a Bíblia é muito rica de ensinamentos. Ele queria sempre trazer novidades. Agora estava em seu segundo ano de ministério. Era domingo e, depois do gostoso almoço, preparava-se para pregar à noite. Tomou sua Bíblia e folheou-a várias vezes. Não conseguia achar a mensagem. Parecia-lhe já ter pregado sobre quase tudo o que lia. Então colocou o braço sobre a mesa e deu uma cochilada. E teve um sonho.

Sonhou que já era noite, e estava pronto para o culto. Dirigiu-se para o templo, encontrando-o repleto. Subiu ao púlpito e, quando dava início à reunião, percebeu que entrava um jovem que lhe chamou a atenção. Sabia conhecê-lo, mas não conseguia identificá-lo. Ele assentou-se perto de um diácono que o cumprimentou com muita alegria. Durante todo o culto que dirigiu, o pastor olhava para o visitante, tentando lembrar-se do nome dele. Ao terminar, antes que o pastor descesse do púlpito, o jovem foi o primeiro a sair do templo. Então, o pastor correu ao diácono, perguntando-lhe pelo nome do visitante.

– Ora, pastor. É claro que o senhor o conhece. Todos nós o conhecemos. Aquele visitante era Jesus.

Ele então disse:

– Jesus? Jesus estava na minha igreja e eu não dei a palavra para ele? Eu é quem deveria ouvi-lo. E eu não dei a palavra para Jesus?

Depois desse sonho, ele nunca mais foi o mesmo. Pediu perdão ao Senhor por querer impressionar a congregação. Agora tinha plena consciência da presença real do Senhor nos cultos. A partir daí, começou a orar pedindo a direção do Espírito Santo para a igreja. A palavra agora estava com Jesus.

A palavra é tua, Jesus,

Fala-me e te ouvirei.

Meu coração é todo teu

Em teu caminho permanecerei.

PAI, DÁ-NOS UM CORAÇÃO HUMILDE PARA RECONHECER SEMPRE A TUA PRESENÇA EM TODOS OS LUGARES ONDE ESTAMOS, E QUE O SENHOR TENHA SEMPRE A PALAVRA ATRAVÉS DE NOSSOS LÁBIOS. AMÉM.

Por Ângela Valadão Cintra