Devocionais

19 mai

O cinto de linho

JEREMIAS 13.1-11

Fui ao Eufrates, cavei e tomei o cinto do lugar onde o escondera; eis que o cinto se tinha apodrecido e para nada prestava. (Jr 13.7.)

Jeremias deveria comprar um cinto de linho e colocá-lo sobre os lombos. Ah, como Jeremias deve ter achado bom realizar esse ato profético! Usar uma peça nova é sempre agradável. Entretanto, depois de alguns dias, Deus lhe ordenou que fosse em viagem até o Rio Eufrates e lá escondesse o cinto numa fenda da rocha. A viagem era longa. Jeremias estava em Judá, e para chegar ao Eufrates, na Mesopotâmia, precisaria vencer centenas de quilômetros.E Jeremias obedeceu.

Numa fenda da rocha, enterrou o lindo cinto, que já gostava de usar e até se acostumara com ele. Passados muitos dias, novamente o Senhor lhe diz para voltar e resgatar o cinto de linho. Ao cavar e desenterrá-lo, Jeremias percebeu que o mesmo estava podre. Já não servia para mais nada.

Todos nós fomos feitos para a glória do Senhor. Se não estivermos no lugar certo, bem colocados junto ao coração do Pai, atrelados ao seu peito, então correremos o risco de ter uma vida semelhante à do cinto de linho: apodrecida e longe de Deus. O cinto para nada mais prestava.

Mas, graças a Deus, pois ele nos enviou o seu Filho para nos fazer de novo. Dar-nos uma nova vida: uma vida abundante de sentido, paz e alegria. Você já está vivendo essa nova vida?

Felizes os que se entregam ao Senhor,

Experimentam do seu amor, seu favor.

Felizes são os que se abrigam

Na sua gigante sombra. E sonham

Com o fim da tempestade,

Com o triunfo da verdade,

Que vivem a felicidade dentro da realidade

De sua aliança com Deus!

PAI, EU QUERO ESTAR SEMPRE JUNTO A TI. OUVINDO E OBEDECENDO À TUA MEIGA VOZ. QUERO SENTIR TEU AMOR A ME GUARDAR, SABENDO QUE NUNCA ME DEIXAS SÓ. AMÉM.

Por Ângela Valadão Cintra