Devocionais

03 mai

Debaixo da figueira

JOÃO 1.43-51

… Antes de Filipe te chamar, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira. (Jo 1.48b.)

Natanael era amigo de Filipe. Ele amava a Deus e esperava a vinda do Messias. Tinha seu momento a sós com Deus, e abria o coração ao Senhor. Suas expectativas, seus sonhos, suas esperanças e planos para o futuro: tudo ele colocava diante de Deus em oração.

Certo dia, sendo chamado por seu amigo Filipe, foi levado à presença do Mestre. Jesus, ao vê-lo aproximar-se, disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo (v. 47). Natanael assustou-se com esse testemunho a seu respeito. Nunca havia visto Jesus. Como é que ele o conhecia? E o Mestre lhe satisfez a curiosidade do coração, dizendo-lhe: Antes de Filipe te chamar, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira. Era o seu lugar de oração. Ninguém o perturbaria ali. Como Jesus poderia saber seu segredo? Então ele era mesmo o Messias. E Natanael creu em Jesus, como o Filho de Deus, o Rei de Israel.

Jesus sabe todos os nossos segredos. Ele conhece o que se passa em nosso coração. Ele conhece as nossas necessidades e quer supri-las. Mas é preciso que, assim como fez Natanael, nós creiamos em seu nome. Creiamos e confessemos que ele é o Filho de Deus, que morreu por nós e ressuscitou: que ele é o nosso Deus!

Eu te amo, Jesus! És vida para mim,

Prazer e deleite encontro em ti.

Seguro caminho; não ando sozinho,

Eu me abrigo em teu ninho, no doce carinho

Do teu coração.

Eu te amo, Jesus! Morreste na cruz

Para dar-me perdão: Trazer salvação!

Inspiras canção; sustentas a mão,

Confio em ti.

Eu te amo, Jesus! És tudo para mim!

PAI CELESTE, ÉS A MINHA ALEGRIA, SEGURANÇA E MINHA HERANÇA MARAVILHOSA. DOU-TE A MINHA VIDA E QUERO VIVER NO ACONCHEGO DA SOMBRA DAS TUAS ASAS. AMÉM.

Por Ângela Valadão Cintra