Devocional

04 mar

Respostas imerecidas à oração

Então Jeoacaz buscou o favor do Senhor, e este o atendeu, pois viu quanto o rei da Síria oprimia Israel. O Senhor providenciou um libertador para Israel, que escapou do poder da Síria. Assim os israelitas moraram em suas casas como anteriormente. (2 Reis 13.4-5)

Jeoacaz não era conhecido por sua sabedoria e virtude. Era um rei tão mau que Deus enviou a equipe do rei Hazael e do príncipe Ben-Hadade da Síria para castigá-lo. Tudo indicava que ele estava recebendo o que merecia.

Jeoacaz então agiu de maneira inesperada. Quando a opressão tornou-se excessiva, ele fez o que qualquer uma de nós faria ao perceber que os melhores esforços são ineficazes: ele orou. Um homem perverso estava desesperado e se voltava para Deus. Pediu-lhe ajuda, e o Senhor atendeu. É assim que Deus age. Ele responde às orações das pessoas que não merecem.

Como é fácil crer que as orações respondidas têm alguma relação com o fato de sermos boas! Pensamos que, se Deus ainda não respondeu à oração, deve ser porque não somos boas o bastante. Pior ainda, não oramos por achar que nossa bondade é incapaz de impressionar a Deus o suficiente para levá-lo a desejar responder-nos. Esquecemos que nem mesmo a maior bondade mereceria o favor de Deus.

A oração de Jeoacaz tem muito a nos ensinar. Ele invocou a Deus sabendo muito bem que não dera nenhuma razão positiva para que ele respondesse. Não recebeu o favor de Deus por ser quem era, mas por Deus ser quem é: um Deus gracioso e compassivo, que ouve as orações sinceras e humildes. Deus sempre ouve quando você ora.

ORAÇÃO
Querido Senhor, eu te agradeço porque tu ouves as minhas orações e as respondes, não por causa de minha bondade, mas de acordo com a tua. Chego-me a ti apenas porque tu és cheio de graça e misericórdia.

Devocional: Bom Dia – Stormie Omartian
www.mundocristao.com.br