Hipócrita

 

Por Gustavo Bessa

 

A oração é um dos temas de Jesus no Sermão do Monte. Antes de ensinar as pessoas a orar, Jesus decidiu ensinar as pessoas sobre como não deveriam orar. Nem toda oração é ouvida por Deus. Existem maneiras corretas e incorretas de orar. Uma das maneiras incorretas foi exemplificada pelo tipo de oração dos profissionais da religião. Jesus os chamou de hipócritas. Jesus disse que “eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros” (Mateus 6.5).

 

 

Alguns profissionais da religião entendem que a oração é uma tarefa a ser executada como sendo uma exigência do trabalho que desempenham. Porque eles entraram no “negócio” da religião, eles precisam mostrar “serviço”. Eles necessitam mostrar para todos o quanto são esforçados e o quanto se dedicam no desempenho das suas atividades. As pessoas de quem eles acham receber o salário precisam vê-los trabalhando. Eles são “homens de negócios”. Quanto mais eles se mostram para as pessoas, mais eles justificam o salário que recebem. Por isso eles fazem questão de orar em público e de teatralizar as performances religiosas. Eles não estão preocupados com a oração, mas com o serem vistos pelos outros para justificarem o seu ganho.

 

 

Outros profissionais da religião não estão em busca de dinheiro ou de retorno material. Eles não se importam tanto com os retornos financeiros. Eles são artistas! Eles estão em busca de aplausos, admiradores, elogios e honras. Essas pessoas teatralizam as suas performances religiosas porque sentem um vazio no coração. Assim tentam encher e inchar o ego com os elogios humanos. Quanto mais admiradores, seguidores, elogiadores e bajuladores esses profissionais da fé têm, melhor eles se sentem. Essas pessoas não estão preocupadas com a oração, mas com o serem vistos pelos outros para sentirem bem.

 

 

Jesus disse que essas pessoas, os “profissionais da religião”, “já receberam a sua plena recompensa” (Mateus 6.5). Essas pessoas, na verdade, não estão orando a Deus, mas teatralizando os seus serviços religiosos diante dos outros. A busca desses “profissionais” não é por Deus, mas pela atenção das pessoas. Eles querem simplesmente justificar o seu ganho ou atrair mais admiradores e expectadores para as suas performances. Esse tipo de oração não alcança Deus.

 

 

1 – O Sermão do Monte é uma mensagem para que cada pessoa, individualmente, se auto-examine, e, não para que cada pessoa examine o comportamento dos outros.

  1. Como você se vê diante dessa palavra de Jesus?
  2. O que você está buscando quando você ora ou adora a Deus?
  3. Você já fez orações motivado pelo desejo de impressionar as pessoas do seu lado?
  4. Você já visitou lugares e fez orações para mostrar para as pessoas o quanto você “trabalha duro”?

 

FacebookTwitterGoogle+